Inscrições abertas de

06 de junho até 30 de setembro

mudar esse jogo?

mudar esse jogo?

mudar esse jogo?

mudar esse jogo?

mudar esse jogo?

mudar esse jogo?

mudar esse jogo?

mudar esse jogo?

Quer

Change the Game é uma iniciativa do Google Play para apoiar e incentivar a representatividade feminina no mundo dos jogos para celular. Pensando nisso, criamos o Desafio Change the Game, feito para jovens mulheres. Mulheres também jogam, são inovadoras, criativas e destemidas.

DESAFIO_CHANGE_THE_GAME

Imagine.

Crie.

Desenhe.

Você tem entre 15 e 21 anos e está matriculada no Ensino Médio? Queremos conhecer suas ideias para criar um novo jogo para celular. Pode ser qualquer tipo de jogo: de aventura, fantasia, lógica - o desafio está lançado. Basta um papel e um lápis para que você nos conte suas ideias.

Enviar inscrição

Enviar inscrição

Enviar inscrição

Enviar inscrição

Enviar inscrição

Enviar inscrição

Enviar inscrição

Enviar inscrição

Compartilhe sua ideia, para poder se tornar uma vencedora

Envie sua ideia de jogo até 30 de setembro de 2019 para ter uma chance de ganhar prêmios incríveis!

Grande Prêmio

2 vencedoras irão:

Trabalhar presencialmente em conjunto com um de nosso parceiros desenvolvedores em sessões de briefing, planejamento e criação durante 5 dias em São Paulo e terão seu jogo lançado no Google Play. O jogo ficará online na loja por um ano após seu lançamento.

Conhecer o escritório do Google em São Paulo.

Ter acesso a 16 cursos online com os fundamentos da programação para desenvolvimento de jogos (aproximadamente 140 horas).

Menção Honrosa

500 selecionadas adicionais também:

Terão acesso a 16 cursos online com os fundamentos da programação para desenvolvimento de jogos (aproximadamente 140 horas).

Atenção professores!

Ajudem a contar essa iniciativa para os alunos da sua escola.

Você já é incrível!

Não é preciso ser uma especialista em programação ou uma artista plástica famosa para participar do desafio e Change the Game. O mais importante é que você imaginou este jogo. Então, mesmo que esta seja a primeira vez que você esteja pensando nisso, você já tem tudo o que é necessário para fazer um jogo incrível.

  • Paixão
  • Criatividade
  • Visão
  • Confiança

Se você ama bater recordes este desafio é perfeito para você.

Talvez você já desenhe nos seus cadernos ou escreva apenas por diversão. Talvez você cante ou conte piadas ou saiba fazer alguma outra coisa incrível e a gente nem imagina. Se você tem a cabeça cheia de ideias, este é o seu lugar. Para se inspirar veja alguns apps aqui.

Pode ser que você imagine uma história épica ou um personagem com quem você amaria jogar. Basta uma ideia pra começar a criar seu jogo.

Não importa até onde você chegou com sua ideia ou o quanto você ainda pode desenvolvê-la. Você já sabe que é possível! Mande a ideia do seu jogo até 30 de setembro de 2019 para conseguir completar esse desafio.

Júri

Conheça as incríveis mulheres que fazem parte da comissão julgadora do Desafio Change the Game.

Camila Ramos

Pós-Graduada em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo e graduada em Relações Internacionais. Uma das nomeadas para o prêmio de Líder do Ano, por conta de seu trabalho no Blacks at Microsoft Brasil [B.A.M]. Lidera projetos focados na inclusão da comunidade negra no mundo da tecnologia e desenvolvimento dos profissionais negros dentro da Microsoft, impactando e abrindo as portas da empresa para uma discussão racial mais profunda. Convidada para falar sobre eventos sobre tecnologia e diversidade, já fez parte de painéis de eventos como Facebook Startup, FBStar, Google Women Tech Makers, evento interno no Facebook e no Discovery Brasil.

Iana Chan

Empreendedora apaixonada por tecnologia e educação. Formada em jornalismo pela ECA/USP, é fundadora da PrograMaria, empresa com a missão de empoderar mulheres por meio da tecnologia e da programação. Trabalhou em grandes corporações como Editora Abril, Fundação Victor Civita e na Liga Ventures, aceleradora corporativa de startups, onde foi responsável pelo programa Oxigênio Aceleradora, da Porto Seguro.

Juliana Martins Ferreira

Entusiasta por pessoas e agilidade, acredita que tecnologia deva ser um meio para facilitar as relações humanas. Dentre os ensaios realizados, questiona a ausência de mulheres como parte integrante da solução para evolução no desenvolvimento de projetos, sejam eles de software ou não. Pós Graduada em Gestão de pessoas e com certificação em Coach, Transformational Design Thinking e Scrum Master, possui 8 anos de experiência em gerenciamento de projetos e hoje atua como Head de Projetos na empresa ADIQ.

Mariel Reyes Milk

Fundadora e CEO da {reprograma}. Empreendedora social que trabalha para reduzir a desigualdade de gênero em TI através de uma iniciativa que inspira e empodera mulheres por meio de conhecimentos de programação. Antes de virar empreendedora social, Mariel trabalhou na Corporação Financeira Internacional do Grupo do Banco Mundial durante 10 anos em projetos de desenvolvimento social e ambiental em países como Perú, Colombia, Ecuador, México, Brasil, Filipinas e Vietnã. Mariel é peruana e americana, mas tem morado em uma dezena de países e considera-se cidadã do mundo. Tem um BSc em Economia da Santa Clara University e um MSc em Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente da London School of Economics and Political Science.

Regina Chamma

Regina Chamma é Diretora de Business Development para o Google Play, América Latina. Com 20 anos de experiência, Regina é formada em Engenharia Elétrica com ênfase em Telecomunicações pela FEI, possui especialização em Finanças pelo Ibmec e MBA em Marketing pela FGV. Em sua trajetória profissional, trabalhou no Banco Citibank, Agência F.biz e esta no Google há 11 anos, onde liderou a área de produtos de vendas para a América Latina, a Diretoria de Negócios para empresas de Tecnologia e Telecom, antes de assumir o Google Play.

Camila Achutti

Camila Achutti é referência mundial na luta por mais mulheres na tecnologia. Conquistou o prêmio Women of Vision 2015 sendo a primeira estudante latina a receber tal honra, é uma 30Under30 pela Revista Forbes e virou até quadrinho do Maurício de Souza representando as meninas na tecnologia no projeto #DonaDaRua. Fundadora do blog Mulheres na Computação, falou em um TEDx num estádio de futebol e viajou o Brasil ensinando mais de 15.000 jovens a criar aplicativos, da Amazônia à comunidades no Rio de Janeiro. É CEO e co- fundadora da Mastertech. É Cientista da Computação de coração, Mestra em Ciencias pelo IME – USP e doutoranda pela POLI-USP.

Ericka Filippelli

Ericka Filippelli, Secretária de Estado da Mulher do Governo do Distrito Federal é publicitária, presidente do MDB Mulher no DF e tesoureira do MDB Nacional. Brasiliense, filha de nordestinos, militante de causas nobres e mulher determinada, é casada e mãe de dois filhos. O olhar voltado politicamente para as mulheres vem da experiência na Secretaria Nacional de Políticas para as Mulheres (SNPM), onde chegou a substituir a secretária nacional da pasta, em 2018. Por mais de dois anos foi Diretora de Articulação e Fortalecimento Institucional na SNPM e passou por grandes desafios na gestão e desenvolvimento de políticas públicas para as mulheres de todo o Brasil onde lançou a Rede Brasil Mulher, uma articulação entre governo federal e diversas organizações privadas que trabalham conjuntamente para melhorar a vida das mulheres.

Juliana Amoasei

Formada em Design Gráfico e História, se encontrou na vida como desenvolvedora web após atuar por doze anos no setor de comunicação. Procura retribuir tudo que aprendeu com a comunidade e também ajudar outras mulheres atuando em projetos que combatem a desigualdade de gênero em TI como Laboratória, {reprograma}, PyLadies, PrograMaria e MinasProgramam.

Liedi L. B. Bernucci

Liedi L. B. Bernucci, Engenheira Civil pela POLI_USP (1981), mestre em Engenharia Geotécnica (1987) e Doutorado em Engenharia de Transportes (1995) pela USP, com Pesquisas de mestrado e de doutorado na Escola Politécnica Federal de Zurique, Suíça. Professora Titular desde 2006. Docente da USP desde 1986, foi Chefe do Departamento de Engenharia de Transportes da Escola Politécnica da USP por 7 anos, Vice-diretora da POLI entre 2014-2018 e é atualmente Diretora da POLI-USP (2018-2022), sendo a primeira mulher a ocupar o cargo de Diretora em 125 anos da história da Politécnica.

Mônica Sousa

Mônica Sousa foi a inspiração para a personagem mais famosa do Brasil, é diretora- executiva da Mauricio de Sousa Produções e assina também os Princípios de Empoderamento das Mulheres. Conselheira do projeto Winning Women, recebeu em 2018 o Diploma Mulher- Cidadã Carlota Pereira de Queirós, concedido pela Comissão de Defesa de Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados. Formada em desenho industrial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e especializada em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), atualmente é responsável pelas atividades relacionadas ao marketing, licenciamento e novos projetos da companhia. Em 2016, criou o projeto "Donas da Rua", que reforça a presença das personagens meninas da Turma da Mônica para empoderar e estimular a autoestima das futuras mulheres.

mudar o Jogo?

mudar o Jogo?

mudar o Jogo?

mudar o Jogo?

mudar o Jogo?

mudar o Jogo?

mudar o Jogo?

mudar o Jogo?