A Voz das Comunidades

Contains Ads
Translate the description into English (United States) using Google Translate?Translate the description back to Portuguese (Brazil)

É DA PERIFERIA DE MANAUS A PRIMEIRA RÁDIO COMUNITÁRIA LEGALIZADA NO BRASIL
A emissora surgiu de lutas dos comunitários e já conseguiu várias melhorias nas condições sociais dos bairros que atinge. O sinal chega ha várias localidades das zonas leste e norte da cidade.
Manaus – Em 1995 o Brasil descobriu as rádios comunitárias, no formato de rádios livres. Atualmente existe um grande número de emissoras desse tipo. Os números são controversos: para uns 5.5002, para outros 7.000, mas existem estimativas que falam na existência de 10.000 emissoras no país. Elas ousaram iniciar a “reforma agrária no ar”’, enquanto no Parlamento se discutia propostas de leis para a radiodifusão de baixa potência, com visível atraso em relação as demandas sociais para o setor.
Tratava-se de algo inédito na história do país, não enquanto experiência de rádio livre, cujo pioneirismo remonta o início da década de setenta, mas pela elevado número de emissoras demonstrando uma disposição de ocupar as ondas, numa aberta contestação ao controle exclusivo dos meios de comunicação de massa .
A primeira legal do Brasil
Em 1996 as comunidades dos Bairros Amazonino Mendes 1e2, Conj. Amadeu
Botelho, N.S. Fátima 1 e 2, , Novo Aleixo1,2, e 3, Cidade nova 1,2,3 e 5, e outros…, se
organizaram e
deram vida ao MOVIMENTO COMUNITÀRIO PELA CIDADANIA –
(MOCOCI).
Logo o MOCOCI mobilizou-se para ter uma instalação de rádio-difusão, com as
finalidades: levar aos menos favorecidos, incentivando-os na luta por seus direitos,
oferecer espaços para a comunidades e associações divulgarem suas
atividades, estimular, especialmente através da música, o lazer, o convívio social
dentro da cultura Amazônica, prestar serviço de utilidade pública, para que sejam
atendidas as necessidades da população.
E quem mais lutou para legalizar a Rádio foi o Pe. Luiz Giuliani, a alma da
iniciativa, realizou diversas viagens a Brasília, junto ao Ministério das Comunicações,
e conseguiu a concessãoDecreto Legislativo 001/2001.
Trata-se da primeira concessão cedida a uma rádio comunitária no Brasil.A Rádio
comunitária A Voz Das Comunidades, começou oficialmente aos 15 de julho de 2001,
em 87,9 FM. Logo se destacou por conscientizar sobre direitos e deveres, por
trazer a público os problemas de violências e injustiças e por dar voz e vez as
comunidades, aos oprimidos, excluídos, injustiçados das classes populares, das zonas
Norte e Leste de Manaus.
Ela faz uma informação real denunciando os interesses da classe opressora,
neoliberal e globalizante. A Rádio nasceu pela iniciativa da igreja católica, mas não é
confessional, não faz distinção de credo religioso, tampouco faz distinção de etnia,
condição social, credo político. Não admite proselitismo nem propaganda de partidos.
A Rádio possui um bom alcance: pode ser sintonizada em nas abrangências das zonas
Norte e Leste de Manaus
É uma Rádio sem fins lucrativos que sobrevive de doações, apoios culturais e
voluntariado.
A Rádio já cobriu as lutas pelo transportes, água, saúde, ecologia, desarmamento,
conselho tutelar, solidariedades nas enchentes, denuncias de violência contra a
mulher, melhorias para o bairro, etc…
It IS AT MANAUS THE FIRST RADIO PERIPHERY COMMUNITY LEGAL IN BRAZIL
The station grew out of the struggles of community and already has a number of improvements in the social conditions of neighborhoods that reaches. The signal reaches ha various locations in the eastern and northern parts of the city.
Manaus - In 1995 Brazil discovered community radio stations, in the form of free radio. There is currently a large number of such stations. The numbers are controversial: for each 5.5002 for another 7,000, but there are estimates that say the existence of 10,000 stations in the country. They dared to start the "agrarian reform in the air '', while the Parliament is discussing draft laws for the broadcast of low power, with visible gap with the social demands for the sector.
It was unheard of in the history of the country, not as a free radio experience, whose pioneering dates back to the early seventies, but the high number of stations demonstrating a willingness to take up the waves, in an open challenge to the exclusive control of the means mass communication.
The first cool Brazil
In 1996 the communities of Neighborhoods Amazonino Mendes 1e2, Conj. Amadeu
Botelho, N. S. Fatima 1 and 2, New Aleixo1,2, and 3, New Town 1,2,3 and 5, and others ... if
They organized and
They gave life to the Community BY CITIZENS MOVEMENT -
(MOCOCI).
Soon the MOCOCI mobilized to have a radio-broadcasting facility with the
purposes: to bring the underprivileged, encouraging them to fight for their rights,
provide spaces for communities and associations to disclose their
activities, stimulate, especially through music, leisure, social life
within the Amazon culture, provide public service, to be
met people's needs.
And who else fought to legalize Radio was Fr. Luiz Giuliani, the soul of
initiative, made several trips to Brasilia with the Ministry of Communications,
and got the concessãoDecreto Legislative 001/2001.
This is the first concession granted to a community radio station in Brazil.The Radio
Community Voice Of Communities, officially began on July 15, 2001,
on 87.9 FM. Soon stood out for raising awareness of rights and duties,
bring the public the problems of violence and injustice and to give voice and the time
communities, oppressed, excluded, injustice of the popular classes, zones
North and East of Manaus.
She makes a real information denouncing the interests of the oppressing class,
neoliberal and globalizing. Radio was born on the initiative of the Catholic Church, but it is not
confessional, does religious distinction of creed, nor does ethnic distinction,
social status, political belief. Does not accept proselytism or propaganda parties.
Radio has a good reach: can be tuned in the scopes of the areas
North and East of Manaus
Radio is a nonprofit organization that survives on donations, and cultural support
volunteering.
Radio has covered the struggles for transport, water, health, ecology, disarmament,
tutelary council, solidarity in the floods, allegations of violence against
woman, improvements to the neighborhood, etc ...
Read more
Collapse
4.9
7 total
5
4
3
2
1
Loading...

What's New

Muito mais recursos para interagir com os ouvintes!
Read more
Collapse

Additional Information

Updated
March 1, 2018
Size
15M
Installs
500+
Current Version
1.2
Requires Android
4.1 and up
Content Rating
Everyone
Interactive Elements
Users Interact
Permissions
Offered By
M & E Informatica
©2019 GoogleSite Terms of ServicePrivacyDevelopersArtistsAbout Google|Location: United StatesLanguage: English (United States)
By purchasing this item, you are transacting with Google Payments and agreeing to the Google Payments Terms of Service and Privacy Notice.