Memórias Póstumas de Brás Cubas

Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), um dos principais romances da literatura brasileira, inaugura a fase madura de Machado de Assis e concretiza o ideal estético que consagrou o autor e marca sua obra.
Revolucionário e provocativo, o romance rompe com tradições literárias e sintetiza a crítica machadiana à elite brasileira da época. Um dos personagens mais populares da nossa literatura, Brás Cubas é um defunto-autor que dedica sua obra ao verme que primeiro roeu as frias carnes de seu cadáver. O protagonista narra suas memórias, intercalando episódios, delírios, reflexões e teorias, não poupando ninguém do seu olhar crítico e expondo as atitudes mesquinhas que teve em vida. 
É definitivamente uma obra imperdível que, com linguagem fluente e coesa, conduz sedutoramente o leitor por uma narrativa que deixa nas entrelinhas muito material para reflexões mais profundas.
Read more
Collapse

About the author

 
Read more
Collapse
4.5
31 total
Loading...

Additional Information

Publisher
Edições Câmara
Read more
Collapse
Published on
May 7, 2019
Read more
Collapse
Pages
217
Read more
Collapse
ISBN
9788540207165
Read more
Collapse
Read more
Collapse
Read more
Collapse
Language
Portuguese
Read more
Collapse
Genres
Fiction / Classics
Fiction / General
Read more
Collapse
Content Protection
This content is DRM protected.
Read more
Collapse
Read Aloud
Available on Android devices
Read more
Collapse

Reading information

Smartphones and Tablets

Install the Google Play Books app for Android and iPad/iPhone. It syncs automatically with your account and allows you to read online or offline wherever you are.

Laptops and Computers

You can read books purchased on Google Play using your computer's web browser.

eReaders and other devices

To read on e-ink devices like the Sony eReader or Barnes & Noble Nook, you'll need to download a file and transfer it to your device. Please follow the detailed Help center instructions to transfer the files to supported eReaders.
Este livro eletr ô nico apresenta todos os romances de Machado de Assis com índice detalhado e interativo. Sobre Machado de Assis: Joaquim Maria Machado de Assis ( 1839 - 1908) foi um escritor brasileiro, considerado o maior nome da cultura nacional. Escreveu em praticamente todos os gêneros literários e é considerado o introdutor do Realismo no Brasil, com a publicação de Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881). A crítica moderna chama de trilogia realista os três romances que marcaram um novo estilo na obra de Machado de Assis, Memórias Póstumas de Brás Cubas (1881), Quincas Borba (1891) e Dom Casmurro (1899), e que decisivamente também inovaram a literatura brasileira, introduzindo o Realismo no Brasil e precedendo outros elementos da literatura contemporânea. Hoje Machado de Assis é considerado um dos grandes gênios da história da literatura, ao lado de autores como Dante, Shakespeare e Camões. Conteúdo: Ressurreição É o primeiro romance de Machado de Assis. Conta a história do Dr. Félix, um solteirão de 36 anos que, apesar de não acreditar no amor, se apaixona por uma viúva, a bela Lívia, sendo emocionalmente instável e sacudido a todo momento por impulsões de ciúme na conquista de Lívia. O romance é atribulado por causa do temperamento desconfiado e inseguro de Félix. A Mão e a Luva Sobre a obra: a Mão e a Luva é um romance escrito por Machado de Assis publicado em 1874. Enredo: Guiomar é uma jovem de origem humilde, afilhada de uma baronesa e que deseja ascender socialmente. Ela é disputada por três homens: Jorge, Estevão e Luís Alves. Helena Sobre a obra: Helena é um dos romances de Machado de Assis. Foi publicado em 1876. Enredo: Helena viveu num colégio interno até ser incluída no testamento de seu pai o Conselheiro do Vale, que manteve o segredo da filha bastarda até o dia de sua morte. Ela vai viver na mansão da família e conhece o seu irmão Estácio, entre eles desperta o amor. Iaiá Garcia Sobre a obra: Iaiá Garcia é o último romance da chamada fase romântica de Machado de Assis, publicado em 1878. Enredo: Iaiá Garcia era filha de Luís Garcia , viúvo e funcionário público, que nela concentrava todos os seus afetos. Memórias Póstumas de Brás Cubas Sobre a obra: Memórias Póstumas de Brás Cubas faz parte da "trilogia realista" de Machado de Assis. O romance foi inicialmente escrito como folhetim, de março a dezembro de 1880, na Revista Brasileira e publicado como livro no ano seguinte pela editora Tipografia Nacional. O livro retrata a escravidão, as classes sociais, o cientificismo e o positivismo da época. É notado como uma das obras mais revolucionárias e inovadoras da literatura brasileira. Casa Velha Sobre a obra: o romance escrito em 1906, foi somente publicado em 1944, ap ó s a morte do autor. Um padre se instala numa casa antiga, de uma família de fidalgos, cujo o patriarca era um importante político e muito mulherengo. Dentro da trama um casal de irmãos se apaixonam sem conhecer seu laço de sangue. Quincas Borba Sobre a obra: Quincas Borba é um romance escrito por Machado de Assis, desenvolvido em princípio como folhetim na revista A Estação, entre os anos de 1886 e 1891 para, em 1892, ser publicado definitivamente pela Livraria Garnier. O romance faz parte da "trilogia realista" de Machado de Assis. O livro conta a história de Rubião, um rapaz ingênuo que se torna discípulo e herdeiro do filósofo Quincas Borba. Dom Casmurro Sobre a obra: Dom Casmurro completa a "trilogia realista" de Machado de Assis, ao lado de Memórias Póstumas de Brás Cubas e Quincas Borba, tendo sido esses dois escritos primeiramente em folhetins. O Romance conta a história de Bento Santiago (Bentinho), apelidado de Dom Casmurro. Ele se apaixona por Capitu e é enviado ao seminário por sua mãe, D. Glória, para se tornar um padre. Quando ele retorna do seminário, Capitu e Bentinho se casam e tem um filho. Anos depois Bentinho começa a desconfiar que o seu melhor amigo Ezequiel e Capitu o o traíam às escondidas. Esaú e Jacó Sobre a obra: Esaú e Jacó é o penúltimo livro de Machado de Assis, lançado 4 anos antes da sua morte e, segundo a maioria dos críticos, em pleno apogeu literário, depois de escrever, em 1899, Dom Casmurro, o mais célebre de seus livros. Esaú e Jacó se destaca por consolidar esta suave maestria no domínio da narrativa. O livro aborda a relação de disputa entre os filhos gêmeos de Isaque e Rebeca. A história é inspirada no livro de Gênesis, parte integrante da bíblia. Memorial de Aires Sobre a obra: Memorial de Aires é o último romance escrito por Machado de Assis, publicado no mesmo ano de sua morte, 1908. É considerado pelos críticos, como a obra mais azeda a ser escrita por ele, pois contém alguns elementos de pessimismo. O livro é uma possível continuação do livro Esaú e Jacó, pois o personagem Aires participa da história, anotando em seu caderno, tudo que se passa em sua vida; dando continuidade em Memorial de Aires em que o próprio personagem relata seu dia-a-dia em um caderno. O livro é uma espécie de diário, não tem um enredo único, mas compõe-se de vários episódios e anedotas que se misturam.
©2019 GoogleSite Terms of ServicePrivacyDevelopersArtistsAbout Google|Location: United StatesLanguage: English
By purchasing this item, you are transacting with Google Payments and agreeing to the Google Payments Terms of Service and Privacy Notice.