Sobre-viventes!

Pallas Editora
1
Free sample

Este é um livro de crônicas contundentes sobre pessoas que muitas vezes são tornadas invisíveis ao olhar de uma sociedade racista e preconceituosa. Situações cotidianas colocadas em nossa cara como retrato feio de nós mesmos. Os sobreviventes combatem as dificuldades todos os dias. Precisamos falar destes viventes. Precisamos combater! Precisamos lutar!
Read more

About the author

Cidinha da Silva é escritora, dramaturga e blogueira. Este Sobre-viventes! é o nono livro de uma carreira literária iniciada em 2006. Seus artigos são escritos no perfil cidinhadasilvaescritora e replicados em inúmeros sites pelo país como Fórum, Geledés e DCM.
Read more
3.0
1 total
Loading...

Additional Information

Publisher
Pallas Editora
Read more
Published on
May 17, 2016
Read more
Pages
132
Read more
ISBN
9788534705967
Read more
Language
Portuguese
Read more
Genres
Fiction / Political
Read more
Content Protection
This content is DRM protected.
Read more
Read Aloud
Available on Android devices
Read more

Reading information

Smartphones and Tablets

Install the Google Play Books app for Android and iPad/iPhone. It syncs automatically with your account and allows you to read online or offline wherever you are.

Laptops and Computers

You can read books purchased on Google Play using your computer's web browser.

eReaders and other devices

To read on e-ink devices like the Sony eReader or Barnes & Noble Nook, you'll need to download a file and transfer it to your device. Please follow the detailed Help center instructions to transfer the files to supported eReaders.
Mauro foi um menino que cresceu ao sabor dos acontecimentos políticos da década de 60 (seu pai era militante do PTB) e no início dos 70 teve a sua iniciação forçada no amor, nas drogas e, sem que ele percebesse, também na política. Mas, ao invés dos guerrilheiros heroicos das organizações armadas, Mauro formou num contingente de pessoas até hoje pouco lembrado na ficção que retrata os anos de chumbo: os simpatizantes. Os jovens que não foram para a luta armada, mas mesmo assim sofreram a asfixia de viver naquele tempo sombrio, com direito inclusive a temporadas no DOI- CODI por causa de um pequeno descuido como um número de telefone em algum caderninho, ou simplesmente por estar na hora errada e no lugar errado. Assim, sem atos de bravura no currículo, mas intenso na luta para crescer e virar homem, Mauro tornou-se um ótimo advogado, enriqueceu, não casou e nem teve filhos, e um dia se retirou para cuidar de um vazio a ser preenchido num caderno de memórias. É justamente nessa hora da vida que Mauro, na confluência de suas memórias com o seu entorno, é chamado para uma última prova que lhe cobra, mais do que qualquer dos rituais de iniciação do passado, um ato realmente de coragem e bravura. Juntamente com a resistência dos jovens, Marcus Veras homenageia também a resistência da música e dos músicos brasileiros. Assim, a abertura de cada um dos capítulos do livro é um trecho de alguma música daquelas que foram indispensáveis no ato de resistir à tirania.
©2018 GoogleSite Terms of ServicePrivacyDevelopersArtistsAbout Google
By purchasing this item, you are transacting with Google Payments and agreeing to the Google Payments Terms of Service and Privacy Notice.