O processo de escolarização e a produção da queixa escolar: reflexões a partir de uma perspectiva critica em psicologia

Free sample

Este Livro se caracteriza como resultado de pesqueisas que foram desenvolvidas tendo como foco a queixa escolar, o processo de escolarização e seus desdobramentos, buscando apreender os aspectos envolvidos no cotidiano escola, visando uma analise que se distancie do modelo centralizado no indivíduo. Neste aspectos, são decorrentes de estudos que se debruçaram sobre a presente temática e tangenciam a psicologia escolar, a educação, a educação especial e a Psicologia Histórico-Cultural.
Read more
Loading...

Additional Information

Publisher
SciELO - EDUEM
Read more
Published on
Jan 1, 2014
Read more
Pages
177
Read more
ISBN
9788576286936
Read more
Language
Portuguese
Read more
Genres
Education / Educational Psychology
Read more
Content Protection
This content is DRM protected.
Read more
Read Aloud
Available on Android devices
Read more
Eligible for Family Library

Reading information

Smartphones and Tablets

Install the Google Play Books app for Android and iPad/iPhone. It syncs automatically with your account and allows you to read online or offline wherever you are.

Laptops and Computers

You can read books purchased on Google Play using your computer's web browser.

eReaders and other devices

To read on e-ink devices like the Sony eReader or Barnes & Noble Nook, you'll need to download a file and transfer it to your device. Please follow the detailed Help center instructions to transfer the files to supported eReaders.
A autora faz aqui a defesa da teoria de Piaget e aponta os descaminhos dessa teoria no âmbito educacional, esclarecendo, além de rebater, as principais críticas que se faz a ela. Para isso, levanta e discute ideias comumente encontradas em textos educacionais “ditos construtivistas”, artigos e obras de seus críticos e, ainda, nas concepções que emergem no discurso de professores, buscando identificar equívocos, distorções e congruências. O principal objetivo da autora é mostrar como o Construtivismo tem sido “desconstruído” na área educacional e recolocar a teoria piagetiana em seus espaços próprios – os da Epistemologia e Psicologia. Ela procura analisar as concepções que considera falsas ou simplesmente desvirtuadas sobre o Construtivismo no âmbito educacional a partir do interior da teoria, ou seja, recorrendo a argumentos que se apoiam nos “propósitos, questões e conceitos que informaram o trabalho científico de Piaget”. O livro foi dividido em três partes. A primeira, intitulada “Construtivismo, psicologia e educação” trata de elucidar os conceitos-chave da teoria piagetiana, recordar como o Construtivismo veio a tornar-se uma corrente hegemônica na Psicologia e mostrar sua trajetória na educação brasileira. A segunda parte (“Uma pesquisa sobre os desvios do Construtivismo em professores do ensino fundamental”) apresenta dados quantitativos acerca desses “desvios”, os principais equívocos dos professores e uma interpretação sobre as causas de tal “assimilação deformante”. A terceira parte, “Piaget e seus intérpretes”, é dedicada aos intérpretes de Piaget, incluindo seus críticos. Aborda os “recados” enviados aos professores por autores construtivistas e os “pecados” contidos em certas ideias que se transformaram, inclusive, em slogans, além de questionar mais um caso de “assimilação deformante”.
©2018 GoogleSite Terms of ServicePrivacyDevelopersArtistsAbout Google|Location: United StatesLanguage: English (United States)
By purchasing this item, you are transacting with Google Payments and agreeing to the Google Payments Terms of Service and Privacy Notice.