Cooperativismo e coletivização no campo: questões sobre a prática da igreja popular no Brasil

SciELO - Centro Edelstein
1

Acompanhando criticamente a trajetória da Igreja Popular, muitos estudos têm sido dedicados à análise do desempenho político deste setor da Igreja Católica no Brasil dos anos recentes. A contribuição dos autores reunidos neste número dos Cadernos do ISER não se baseia em análises de documentos e declarações - opções que se tem mostrado, sem dúvida, muito produtiva - mas na reflexão sobre um conjunto de práticas, complementação percebida cada vez mais claramente, como indispensável neste campo de discussões.
Read more
Collapse
1.0
1 total
Loading...

Additional Information

Publisher
SciELO - Centro Edelstein
Read more
Collapse
Published on
Jan 1, 2008
Read more
Collapse
Pages
103
Read more
Collapse
ISBN
9788599662625
Read more
Collapse
Read more
Collapse
Read more
Collapse
Language
Portuguese
Read more
Collapse
Genres
Religion / Institutions & Organizations
Read more
Collapse
Content Protection
This content is DRM protected.
Read more
Collapse
Read Aloud
Available on Android devices
Read more
Collapse
Eligible for Family Library

Reading information

Smartphones and Tablets

Install the Google Play Books app for Android and iPad/iPhone. It syncs automatically with your account and allows you to read online or offline wherever you are.

Laptops and Computers

You can read books purchased on Google Play using your computer's web browser.

eReaders and other devices

To read on e-ink devices like the Sony eReader or Barnes & Noble Nook, you'll need to download a file and transfer it to your device. Please follow the detailed Help center instructions to transfer the files to supported eReaders.
Territórios socioambientais em construção na Amazônia brasileira apresenta resultados de pesquisas que têm tido por objetivos processos de criação e esforço de caracterização de projetos socioambientais propostos ou implementados na Amazônia brasileira. Estas pesquisas refletem sobre a participação de técnicos, cientistas e políticos e atores institucionais como ONGs, institutos de pesquisa, agências estatais ou religiosas, que têm atuado na formulação e implementação dos projetos e de medidas governamentais nesses territórios. Reunindo textos de um conjunto depesquisadores que se debruçaram sobre o tema, a obra indica as alianças, disputas e rupturas que se fazem em função de orientações sociopolíticas e ambientais entre os portadores dos projetos e entre estes e os grupos sociais alcançados por essas iniciativas, assim como as formas pelas quais essas ações contribuem para a continuidade, ruptura ou enfraquecimento das formas de dominação nas áreas em que são implementados. No mesmo sentido, são também discutidas as situações que resultaram, na Amazônia, na produção legal de territórios ambientalmente protegidos dos tipos Reservas de Desenvolvimento Sustentável (RDS) e Reservas Extrativistas (Resex), e também na construção de acordos acerca do uso dos recursos. Muitos desses territórios surgem a partir de reivindicações de coletivos de pequenos produtores, como seringueiros, quebradeiras de coco, açaizeiros, ribeirinhos, quilombolas, que reagiram aos processos de expropriação a que vinham sendo submetidos – o que torna única a inserção da Amazônia brasileira no campo ambiental.
©2020 GoogleSite Terms of ServicePrivacyDevelopersArtistsAbout Google|Location: United StatesLanguage: English (United States)
By purchasing this item, you are transacting with Google Payments and agreeing to the Google Payments Terms of Service and Privacy Notice.