Mitologia indígena

Editora Nova Alexandria
1
Free sample

Nossos indígenas reúnem em suas tradições um acervo de mitos e heróis tão significativo quanto o de qualquer povo do planeta. Os mais antigos se confundem praticamente com o Gênesis e podem ser surpreendidos roubando o fogo dos deuses para ajudar a humanidade. Há os responsáveis pela desobediência e tantos outros que sobreviveram aos dilúvios e destruições de ordem variada. Toda essa representação simbólica volta-se ora para a explicação da origem do universo e da vida, ora para as fontes inaugurais de um povo ou uma nação indígena. A riqueza imaginativa e expressiva, em ambos os casos, se combina para dar corpo a narrativas de beleza singular, em que fenômenos climáticos, corpos astronômicos, fauna, flora e mundo humano se comunicam livremente e compartilham o mesmo status de importância porque, afinal, todos são vivos e se convertem uns noutros, o tempo todo: tanto a Lua pode descer para namorar um moço, quanto um tropel de crianças arteiras pode ir morar no céu e seus olhos, transformados em estrelas, velarem para todo o sempre a noite sobre a Terra. Desde que os europeus puseram os pés no continente americano, um fluxo contínuo de histórias indígenas locais passou a fecundar suas culturas. No caso do Brasil, recolhidas desde o início da colonização e vertidas para o registro escrito, seja por lusos, seja por viajantes e aventureiros de outras nacionalidades, essas histórias passaram a integrar a base da cultura brasileira. Neste Mitologia indígena, que a Editora Nova Alexandria traz ao leitor, mostra o trabalho que o escritor e pesquisador Luiz Galdino disponibiliza através de um recorte preciso desse já vasto acervo de narrativas tradicionais indígenas brasileiras – um árduo trabalho, pois tanto a diversidade de culturas brasilíndias oferece ao pesquisador um vasto acervo, quanto a beleza das narrativas tornou dolorosa a seleção. Aqui Luiz Galdino, como todo aquele a quem cabe a difícil tarefa de produzir uma antologia representativa, realizou felizes opções, a partir de critérios rigorosos, elucidados ao fim do volume no capítulo "Mitos, contos e fábulas". A criação do universo, da vida, das plantas e dos bichos; a conversão de homem em bicho e de bicho em homem; os astros interferindo nas relações entre os humanos e os humanos galgando os céus, metamorfoseados em corpos celestes; viagem de ida e volta ao mundo dos mortos; batalhas épicas entre nações indígenas... esses outros temas essenciais comparecem significativamente para deixar transparecer, por meio de ricas narrativas, o modo de sentir, pensar e viver daqueles que desde tempos imemoriais ocupam a Terra Brasilis. A riqueza imaginativa e expressiva se combina para dar corpo a narrativas de beleza singular, em que fenômenos climáticos, corpos astronômicos, fauna, flora e mundo humano se comunicam livremente e compartilham o mesmo status de importância porque, afinal, todos são vivos e se convertem uns noutros, o tempo todo: tanto a Lua pode descer para namorar um moço, quanto um tropel de crianças arteiras pode ir morar no céu e seus olhos, transformados em estrelas, velarem para todo o sempre a noite sobre a Terra.
Read more
Collapse

About the author

Luiz Galdino é paulista de Caçapava, Vale do Paraíba. A formação em Artes levou-o a pesquisar a Arte Rupestre pré-histórica no Brasil, na década de 1970, quando viajou todo o país desde o Rio Grande do Sul à Amazônia. O resultado dessa iniciação pode ser aquilatado na sua instigante obra Itacoatiaras: Uma Pré-história da Arte no Brasil, publicado pela Editora Rios, em 1988. O livro citado marcaria de forma indelével seu encontro com a pré-história brasileira, que ele pesquisa há 40 anos. E, no ano de 2002, publicaria "Peabiru: os incas no Brasil", um ensaio sobre caminhos indígenas que uniam o Atlântico ao Pacífico, num período que antecede de mais de um milênio o descobrimento oficial do continente. A obra em questão recebeu o Prêmio Clio, da Academia Paulistana de História, em 2004. O livro Astronomia indígena constitui um capítulo inédito nos seus estudos sobre os registros rupestres pré-históricos do país, patenteando que os nossos indígenas, como de resto todos os povos do planeta, realizaram observações sistemáticas do céu, criando calendários sócio-econômicos e cerimoniais. Este Mitologia indígena dá continuidade a seu trabalho de pesquisa e difusão das culturas indígenas brasileiras. Galdino é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo, Instituto Paulista de Arqueologia e Sociedade Paraibana de Arqueologia.
Read more
Collapse
5.0
1 total
Loading...

Additional Information

Publisher
Editora Nova Alexandria
Read more
Collapse
Published on
Aug 9, 2018
Read more
Collapse
Pages
168
Read more
Collapse
ISBN
9788574924298
Read more
Collapse
Features
Read more
Collapse
Read more
Collapse
Language
Portuguese
Read more
Collapse
Genres
Fiction / Fantasy / Collections & Anthologies
Fiction / Native American & Aboriginal
Read more
Collapse
Content Protection
This content is DRM protected.
Read more
Collapse
Read Aloud
Available on Android devices
Read more
Collapse
Eligible for Family Library

Reading information

Smartphones and Tablets

Install the Google Play Books app for Android and iPad/iPhone. It syncs automatically with your account and allows you to read online or offline wherever you are.

Laptops and Computers

You can read books purchased on Google Play using your computer's web browser.

eReaders and other devices

To read on e-ink devices like the Sony eReader or Barnes & Noble Nook, you'll need to download a file and transfer it to your device. Please follow the detailed Help center instructions to transfer the files to supported eReaders.
Porque toda forma de amor deve ser celebradaQuem escolhe por quem se apaixonar é o coração: não há razão, barreiras nem diferenças, pois amar está acima dos gêneros.Nas páginas de Boy’s Love – Histórias de amor sem preconceito, o amor entre rapazes se apresenta em uma variedade de situações, sejam eles jovens ou homens feitos, magos, robôs, sobreviventes em sociedades distópicas, cientistas e até mesmo alienígenas.Boy’s Love ou yaoi são apenas formas de descrever esse fenômeno que surgiu no Japão e conquistou o mundo. São histórias em que o romance está presente em todas as linhas, mas há também questionamentos importantes nas entrelinhas. Cada conto deixa uma marca: algumas vezes uma lágrima ou um sorriso em outras, uma reflexão. Porém, nessa enorme e deliciosa mistura, há sempre o amor nas suas diversas nuances, podendo ser doce como uma torta de morangos ou picante, cheio de sedução e desejo.Organizada e ilustrada por Tanko Chan, a antologia traz sensíveis histórias de Inês Montenegro, Marcia Souza, Fabio Baptista, Priscila Barone, Diego Umino-Hatake, Agatha Yukari, Rubem Cabral e Melissa de Sá.Seja por atração, seja por um capricho do destino, as vidas desses rapazes estão ligadas por laços de afeição que vão superar barreiras sociais, conflitos e enormes distâncias para viverem juntos essa paixão. Prepare-se para sentir intensamente: sem medo, sem preconceito. Porque toda forma de amor deve ser celebrada.ContosA Última Troca - Inês MontenegroA Floresta Branca - Marcia SouzaSobre Ele - Fabio BaptistaReminiscência - Priscila BaroneA Fabulosa Receita de Yoshi Kouga - Diego Umino-HatakeAlma Mecânica - Agatha YukariAlém da Fábrica - Rubem CabralA Última Vez - Melissa de SáJaulas - Tanko Chan
©2019 GoogleSite Terms of ServicePrivacyDevelopersArtistsAbout Google|Location: United StatesLanguage: English (United States)
By purchasing this item, you are transacting with Google Payments and agreeing to the Google Payments Terms of Service and Privacy Notice.