As Confissões de Dulce

Victor Domingos
Free sample

Dulce é a esposa de D. Sancho I, filho de Afonso Henriques e o segundo rei de Portugal. A História costuma relatar os feitos de reis e guerreiros, mas raramente se debruça sobre as dinâmicas das relações entre os intervenientes. "As Confissões de Dulce" mostram um lado humano da rainha D. Dulce. 

Esta obra, uma narrativa curta que se presta a uma leitura pausada e descontraída, conquistou em 2005 o 2º prémio no Concurso Nacional de Contos “D. Sancho I”.

A História costuma relatar os feitos dos grandes reis e guerreiros, mas raramente se debruça sobre as dinâmicas das relações entre os intervenientes. Além disso, a importância da presença feminina é persistentemente negligenciada nos relatos históricos sobre a época que se seguiu à fundação de Portugal. As Confissões de Dulce contrariam essa tendência, abordando em ficção literária o lado humano da rainha D. Dulce, a esposa de D. Sancho I, filho de Afonso Henriques e o segundo rei de Portugal. 

Read more

About the author

 Victor Domingos (Portugal, 1981) é licenciado em Psicologia e um eterno autodidata de tudo e mais alguma coisa.

A sua obra de narrativa "Ode a Um Poeta Naturalista"recebeu em 1999 o Prémio Literário Teixeira de Queirós. Em 2002, uma outra narrativa sua, intitulada "Manual de Trigonometria Aplicada" seria o trabalho vencedor do Concurso Literário “Ecos da Memória”. Três anos mais tarde, viria a ser atribuído o 2º prémio, no Concurso Nacional de Contos “D. Sancho I”, à sua narrativa "As Confissões de Dulce". 

No campo da poesia, publicou a obra "é preciso calar o monólogo". Tem também colaboração dispersa por variadas publicações, como a revista portuguesa "Terra de Val de Vez" (Nº18, 2007), a revista digital galega "Andar21.net" ou o portal brasileiro "Alma de Poeta".

Read more

Reviews

Loading...

Additional Information

Publisher
Victor Domingos
Read more
Published on
Jan 31, 2015
Read more
Pages
12
Read more
Features
Read more
Language
Portuguese (Portugal)
Read more
Genres
Fiction / General
Fiction / Literary
Fiction / Short Stories (single author)
Read more
Content Protection
This content is DRM free.
Read more
Read Aloud
Available on Android devices
Read more

Reading information

Smartphones and Tablets

Install the Google Play Books app for Android and iPad/iPhone. It syncs automatically with your account and allows you to read online or offline wherever you are.

Laptops and Computers

You can read books purchased on Google Play using your computer's web browser.

eReaders and other devices

To read on e-ink devices like the Sony eReader or Barnes & Noble Nook, you'll need to download a file and transfer it to your device. Please follow the detailed Help center instructions to transfer the files to supported eReaders.
Machado de Assis
Perfeita e bonita formatação, navegação funcional (índice ativo) entre as partes da obra, ilustrado. Formato Epub3. 


*** Lançamento da . Edição Setembro/2015


- Texto revisado e conforme novo acordo ortográfico de 2009. 

- Inclui biografia ilustrada do autor,


Esta é a coletânea definitiva de contos de Machado de Assis, além de trazer suas conhecidas coletâneas, traz ainda a coletânea exclusiva da LL Library "Contos Avulsos" que reúne todos os contos de Machado que foram publicados em jornais e periódicos diversos nunca antes reunidos em um único volume. Segue abaixo conteúdo:


CONTOS FLUMINENSES (1870)

* MISS DOLLAR

* LUÍS SOARES

* A MULHER DE PRETO

* O SEGREDO DE AUGUSTA

* CONFISSÕES DE UMA VIÚVA MOÇA

* LINHA RETA E LINHA CURVA

* FREI SIMÃO             

             

HISTÓRIAS DA MEIA-NOITE (1873)

* A PARASITA AZUL

* AS BODAS DE LUÍS DUARTE

* ERNESTO DE TAL

* AURORA SEM DIA

* O RELÓGIO DE OURO

* PONTO DE VISTA


PAPÉIS AVULSOS (1882)

* O ALIENISTA

* TEORIA DO MEDALHÃO - DIÁLOGO

* A CHINELA TURCA

* NA ARCA - TRÊS CAPÍTULOS INÉDITOS DO GÊNESIS

* D. BENEDITA - UM RETRATO

* O SEGREDO DO BONZO - CAPÍTULO INÉDITO DE FERNÃO MENDES PINTO

* O ANEL DE POLÍCRATES

* O EMPRÉSTIMO

* A SERENÍSSIMA REPÚBLICA - (CONFERÊNCIA DO CÔNEGO VARGAS)

* O ESPELHO - ESBOÇO DE UMA NOVA TEORIA DA ALMA HUMANA

* UMA VISITA DE ALCIBÍADES - CARTA DO DESEMBARGADOR X... AO CHEFE DE POLÍCIA DA CORTE

* VERBA TESTAMENTÁRIA


HISTÓRIAS SEM DATA (1870)

* A IGREJA DO DIABO

* O LAPSO

* ÚLTIMO CAPÍTULO

* CANTIGA DE ESPONSAIS

* SINGULAR OCORRÊNCIA

* GALERIA PÓSTUMA

* CAPÍTULO DOS CHAPÉUS

* CONTO ALEXANDRINO

* PRIMAS DE SAPUCAIA!

* UMA SENHORA

* ANEDOTA PECUNIÁRIA

* FULANO

* A SEGUNDA VIDA

* NOITE DE ALMIRANTE

* MANUSCRITO DE UM SACRISTÃO

* EX CATHEDRA

* A SENHORA DO GALVÃO

* AS ACADEMIAS DE SIÃO

 

VÁRIAS HISTÓRIAS (1896)

* A CARTOMANTE

* ENTRE SANTOS

* UM HOMEM CÉLEBRE

* A DESEJADA DAS GENTES

* A CAUSA SECRETA

* TRIO EM LÁ MENOR

* ADÃO E EVA

* O ENFERMEIRO

* O DIPLOMÁTICO

* MARIANA

* CONTO DE ESCOLA

* UM APÓLOGO

* D. PAULA

* VIVER!

* O CÔNEGO OU METAFÍSICA DO ESTILO


PÁGINAS RECOLHIDAS (1899)

* O CASO DA VARA

* O DICIONÁRIO

* UM ERRADIO

* ETERNO!

* MISSA DO GALO

* IDEIAS DO CANÁRIO

* LÁGRIMAS DE XERXES

* PAPÉIS VELHOS


RELÍQUIAS DE CASA VELHA (1906)

* A CAROLINA

* PAI CONTRA MÃE

* MARIA CORA

* MARCHA FÚNEBRE

* UM CAPITÃO DE VOLUNTÁRIOS

* SUJE-SE GORDO!

* UMAS FÉRIAS

* EVOLUÇÃO

* PÍLADES E ORESTES

* ANEDOTA DO CABRIOLET


CONTOS AVULSOS (1858-1906)

+ 129 contos


NOTA: A LL Library tem o forte compromisso de manter suas publicações na melhor qualidade. Em caso problemas de qualquer natureza, especialmente na qualidade/formatação dos textos, favor informar-nos em editores@lllibrary.com, que procederemos com a imediata correção.


*** Conheça a Série "Obras Completas de Machado de Assis":

* Romances de Machado de Assis - Obras Completas [Ilustrado, Notas, Biografia com Análises e Críticas, Resumos e Estudos de Cada Obra] - Dom Casmurro, Brás Cubas, Quincas Borba e outros - Vol. I

* Contos de Machado de Assis - Obras Completas [Ilustrado, Notas, Biografia com Análises e Críticas] - Vol. II 

* Poesias de Machado de Assis - Obras Completas  [Ilustrado, Notas, Biografia com Análises e Críticas] - Vol. III 

* Crônicas de Machado de Assis - Obras Completas  [Ilustrado, Notas, Biografia com Análises e Críticas] - Vol. IV 

* Teatro de Machado de Assis - Obras Completas  [Ilustrado, Notas, Biografia com Análises e Críticas] - Vol. V 

* Críticas de Machado de Assis - Obras Completas  [Ilustrado, Notas, Biografia com Análises e Críticas] - Vol. VI 

* Textos Dispersos de Machado de Assis - Obras Completas [Ilustrado, Notas, Biografia com Análises e Críticas] - Vol. VII

Maria Rita Kehl
A psicanalista Maria Rita Kehl retorna às livrarias com uma coletânea de crônicas: 18 artigos publicados no jornal O Estado de S. Paulo e outros 26 em veículos como Teoria e Debate, Folha de S.Paulo e Época, escritos ao longo da última década. Estão contemplados nesta obra textos célebres, como "Dois pesos...", que expõe as fissuras de uma sociedade desacostumada com a participação dos mais pobres. Maria Rita questiona o papel do psicanalista na imprensa: para ela, não se trata de explicar certos fenômenos e "comportamentos" que intrigam a sociedade (e ajudam a vender jornais), mas sim de escutar o sintoma social. "O melhor que um psicanalista pode fazer, na imprensa, é quase idêntico ao melhor que pode fazer um jornalista por vocação: indagar o objeto de seu interesse, para além dos automatismos ideológicos e do conforto da teoria aplicada", afirma na apresentação do novo livro, publicado pela Boitempo Editorial. "O impacto inquietante que a notícia sobre o inconsciente provocou nas sociedades bem comportadas do início do século XX deu lugar, cem anos depois, à expectativa de que a psicanálise possa oferecer explicações confortadoras para o mal-estar na civilização. Mas a psicanálise não tem vocação apaziguadora. A grande potência do dispositivo analítico continua a ser a de desestabilizar - certezas, crenças, ilusões, defesas neuróticas, fortalezas narcísicas." O paralelo com a atividade jornalística vem de referências pessoais. Antes de trabalhar em clínica, Maria Rita escreveu para vários jornais de grande e pequena circulação e nunca abandonou de fato o meio. "A escrita jornalística me fez conhecer, mais do que os livros publicados ou os textos editados em revistas de psicanálise, a alegria incomparável de constituir uma voz que se faz reconhecer e escutar de imediato no espaço público." É a pauta que se impõe ao seu pensamento na hora de escrever, não importa quão comprometedora seja. "O ego não escolhe nada.
Victor Domingos
O livro começa com uma misteriosa carta e apresenta-nos a história de um engenheiro que parece ter encontrado na trigonometria e na matemática em geral uma forma muito pessoal de se exprimir e de reflectir sobre a sua própria vida.
Esta novela, que venceu em 2002 o Concurso Literário “Ecos da Memória”, começa com uma misteriosa carta e apresenta-nos a história de um engenheiro que parece ter encontrado na trigonometria e na matemática em geral uma forma muito pessoal de se exprimir e de refletir sobre a sua própria vida. A narração traça o seu percurso afetivo, o qual se revela afinal muito mais humano e mais sensível do que o título da obra poderia indiciar... Afinal, sempre ouvimos dizer que a matemática é uma linguagem universal, que pode servir afinal até para falar de emoções e sentimentos.
Difícil de definir e de enquadrar nos géneros literários mais convencionais, o livro surpreende entre outros aspetos pela densidade psicológica da personagem principal. Esta inquietante narrativa junta de forma singular o género epistolar com um certo tipo de 'suspense' que normalmente se associa sobretudo à literatura policial. 

-----------------------------------------------O que disseram outros leitores:-----------------------------------------------
"Eh pá! Cortaste-me o fôlego. A tua obra está absolutamente excepcional..." (Hugo R.)
"Misto de gênero epistolar (...) expõe, pelo vigor da prosa inquieta, um criador para cuja trajetória vale ficar atento. As dúvidas e constatações do protagonista, um engenheiro, alojadas no curioso título da obra, nos remetem ao dilema da natureza humana, a luta entre a razão e a sensibilidade. Para triunfo da arte, entretanto, aqui, malgrado os esforços do personagem em suas referências matemáticas, a segunda leva vantagem. O que temos é um itinerário afetivo de ocorrências e percepções de um mundo particular que a cada linha o personagem busca construir e nele reencontrar-se. Ou, mais precisamente, a descoberta do universo através da linguagem de que nos fala Sartre em seu 'Diário de uma guerra estranha'." (Antônio Mariano Lima, poeta e escritor)
©2017 GoogleSite Terms of ServicePrivacyDevelopersArtistsAbout Google
By purchasing this item, you are transacting with Google Payments and agreeing to the Google Payments Terms of Service and Privacy Notice.