RASTAFARI: Cura para as nações - Uma perspectiva brasileira

Simplissimo Livros Ltda
6
Free sample

Razão e fé. Há muito que se discute essa relação. Santo Agostinho dizia que a razão não era necessária, ao homem bastaria a fé. São Tomás de Aquino reconheceu a importância da razão para aproximar o homem a Deus. André, se bem o conheço, não é um tomista, mas fez com maestria essa segunda operação. Seu livro cumpre o interessante papel de unir fé e razão, religião e ciência. Fala com desenvoltura das passagens bíblicas e de como elas teriam se manifestado nos povos da Etiópia. Fazendo-o, traça registros históricos - algo da ciência - ao mesmo tempo em que deslinda sua crença em ensinamentos bíblicos. Nesta obra singular temos referência ao imperialismo, às guerras mundiais, à descolonização africana. Temos, também, informações preciosas sobre a presença da cannabis na história humana, tanto quanto sobre a alimentação saudável, não determinada por interesses econômico-industriais. Não bastasse tanta riqueza de análise, André ainda nos contempla com incursões biográficas sobre Bob Marley não prescindido - é claro! - de toda uma explicação quanto ao balanço aprazível do reagge. Mais não digo para não atrasar o início de tão instigante leitura. Clayton Avelar - Historiador
Read more
3.8
6 total
Loading...

Additional Information

Publisher
Simplissimo Livros Ltda
Read more
Published on
Apr 14, 2017
Read more
Pages
100
Read more
ISBN
9788588860797
Read more
Language
Portuguese
Read more
Genres
Education / History
History / Africa / General
Read more
Content Protection
This content is DRM protected.
Read more
Read Aloud
Available on Android devices
Read more
Eligible for Family Library

Reading information

Smartphones and Tablets

Install the Google Play Books app for Android and iPad/iPhone. It syncs automatically with your account and allows you to read online or offline wherever you are.

Laptops and Computers

You can read books purchased on Google Play using your computer's web browser.

eReaders and other devices

To read on e-ink devices like the Sony eReader or Barnes & Noble Nook, you'll need to download a file and transfer it to your device. Please follow the detailed Help center instructions to transfer the files to supported eReaders.
Nas comunidades primitivas, as crianças e os jovens aprendiam todas as atividades (coleta, caça, pesca, plantio etc.) ao seguir um adulto, que lhe serviria de modelo. Na Antiguidade, essa relação dava-se entre o mestre e seu discípulo — modelo educacional, que, inclusive, perdurou por muito tempo. As retomadas dos acontecimentos do passado são, portanto, essenciais para os professores da atualidade desenvolverem e saberem criticar sua(s) didática(s) em sala de aula. É por isso que Gilberto Luiz Alves escreveu o livro, lançado pela Editora Autores Associados, O trabalho didático na escola moderna. A obra apresenta o passado do trabalho didático de modo aprofundado. Analisa os estudos dos gregos e romanos e seus respectivos interesses de estudo (os heróis e valores fundamentais da cultura grega e latina, expressas nas tão estudadas Ilíada, Odisséia e Eneida), a escolástica da época medieval, inclusive ilustrada pelos diálogos filosóficos de Santo Agostinho e Adeodato e das instigantes conversas entre Pepino, filho de Carlos Magno, e seu mestre Alcino (A: O que é que é e não é? / P: O nada / A: E como pode ser e não ser? / P: É enquanto palavra; não é enquanto realidade), o modelo escolar de Abelardo e do período renascentista em geral (Erasmo de Rotterdam, o ensino jesuítico entre outros) até chegar no que mais dá origem à nossa escola moderna: um ensino não mais voltado para uma única pessoa, mas para o coletivo. Comenius, nesse sentido, com sua Didática Magna, atendeu muito bem o ideal da Contra-Reforma de expandir o catolicismo com uma "educação para todos". Assim surge a escola moderna, já com as pretensões de atender a determinadas correntes, inclusive já do surgimento da organização burguesa. Por fim, Alves chega ao apogeu do livro mostrando os cuidados do professor quanto ao trabalho didático, pois a manipulação dos conteúdos a serem ensinados seguiu determinadas ideologias e isso é uma influência muito grande nos aprendizes, como mostra a nossa história.
©2018 GoogleSite Terms of ServicePrivacyDevelopersArtistsAbout Google|Location: United StatesLanguage: English (United States)
By purchasing this item, you are transacting with Google Payments and agreeing to the Google Payments Terms of Service and Privacy Notice.